São Francisco de Assis – 4/10

São Francisco de Assis manifestava seu amor a Deus por uma alegria imensa, que se expressava muitas vezes em cânticos ardorosos. A quem lhe perguntava qual a razão de tal alegria, respondia que “ela deriva da pureza do coração e da constância na oração”.

Mas quem foi São Francisco de Assis? Giovanni di Pietro di Bernardone, mais conhecido como São Francisco de Assis foi um frade católico da Itália e um dos santos mais populares da Igreja Católica. Nasceu rico, filho de comerciantes italianos, e depois de uma juventude irrequieta e mundana, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza, fundando a ordem mendicante dos Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos, que renovaram o Catolicismo de seu tempo. Com o hábito da pregação itinerante, quando os religiosos de seu tempo costumavam fixar-se em mosteiros, e com sua crença de que o Evangelho devia ser seguido à risca, imitando-se a vida de Cristo, desenvolveu uma profunda identificação com os problemas de seus semelhantes e com a humanidade do próprio Cristo. 

RITUAL

– Acenda uma vela amarela.

– Visualize sobre a cabeça um cálice de luz dourada simbolizando a elevação da sua consciência aos planos superiores de luz.

– Faça a oração abaixo, escrita por São Francisco de Assis.

SENHOR,
Fazei de mim um instrumento de vossa paz !
Onde houver ódio, que eu leve o amor,
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvida, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz !
Ó Mestre,
fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado.
Compreender, que ser compreendido.
Amar, que ser amado.
Pois é dando, que se recebe
É perdoando, que se é perdoado e
é morrendo, que se vive para a vida eterna !

SENHOR,
No silêncio deste dia que amanhece,
Venho pedir-Te a Paz, a Sabedoria, a Força.

Quero olhar hoje o mundo com olhos cheios de amor, ser paciente, compreensivo, manso e prudente.
Ver além das aparências, teus filhos,
Como Tu mesmo os vê, e assim … não ver senão o bem em cada um.

Cerra meus ouvidos de toda calúnia,
Guarda minha língua de toda a maldade.
Que só de bênçãos se encha meu espírito.

Que eu seja tão bondoso e alegre,
Que todos quantos se acheguem a mim,
Sintam a Tua Presença.

Reveste-me de Tua beleza, senhor,
E que no decurso deste dia,
Eu Te revele a todos.