Sathya Sai Baba – 23/11

Multiplicando o Amor

Sathya Sai Baba nasceu em 23 de novembro de 1926, numa pequena vila no sul da Índia, chamada Puttaparthi, no estado de Andhra Pradesh. Ele residiu lá até 24 de abril de 2011, onde recebeu durante mais de 80 anos milhares de visitantes do mundo inteiro em sua comunidade espiritual (ashram), chamada Prasanthi Nilayam, que significa “Morada da Paz Suprema” (shanti=paz, pra=suprema, nilayam=morada).

De um pequeno salão rústico onde se reuniam para cantar e aprender os ensinamentos sagrados, em sua juventude, hoje Puttaparthi conta com estação de trem e até aeroporto, para receber o fluxo surgido do crescente e incessante movimento de pessoas que, ao ouvir falar sobre Sai Baba, manifestavam a vontade de conhecê-lo pessoalmente.

Atualmente, Prasanthi Nilayam conta até com Planetário e Estúdio Digital, bem como um Estádio de Esportes, diversas residências, acomodações para os visitantes, refeitórios (ocidental e indiano), bem como o Templo principal, conhecido como Mandir, para a celebração de festividades, sendo também espaço para meditações e outras práticas espirituais.

Apesar de muitos se aproximarem por curiosidade, o ashram, onde vivia Sai Baba, não é um lugar turístico, e sim um local onde um grupo de pessoas está voltado para um objetivo comum, que é a obtenção da Paz Interior através de íntima comunhão com o sagrado, com o Divino. Visando a alcançar tal objetivo, busca-se colocar em prática as orientações de Sai Baba, tais como: silêncio, meditação, serviço altruísta, canto de nomes sagrados, autoquestionamento e amor incondicional.

Nos últimos anos, a quantidade de visitantes cresceu muito, tornando a simples visão de Sathya Sai um sinal de mérito. Nas festividades maiores, como o Natal, o Ano Novo, o Mahashivarathri e o Aniversário de Sai, conta-se aos milhares o número de hóspedes, aspirantes espirituais.

Os relatos de quem esteve lá são responsáveis por essa tendência de aumento continuar, por refletirem um ambiente de muito crescimento em autoconhecimento e experiências fraternas. Todavia, freqüentemente se recorda também do clima severo da Índia, que, com seu calor intenso, faz sofrer muitos peregrinos desavisados.

Nesse cenário estão presentes os maiores tesouros de Sathya Sai Baba: seus estudantes. Desde a educação infantil até o ensino superior, todas as instituições acadêmicas construídas ali trazem a grande marca da Educação Sathya Sai, centrada nos Valores Humanos em ação, e não meramente na memorização do conteúdo de livros.

O ser humano verdadeiramente educado é amoroso. Sathya Sai propõe, e os resultados confirmam, que trabalhar na raiz do problema é o meio de se resolvê-lo: cultivando o coração dos seres humanos, desde pequeninos, quando ainda estão em sua pureza original, ministrando a sabedoria da Unidade de toda a Vida. Estes irão, adiante, naturalmente multiplicar o amor recebido.

Fonte: http://www.sathyasai.org.br/sai-baba/quem/


 VIBUTHI, A CINZA SAGRADA

“Vibhuti” é uma palavra em sânscrito que indica a “Cinza Sagrada que Sathya Sai Baba materializa”. Vibhu significa “Senhor” e “Uti” significa “Proteção”; assim Vibhuti significa “Proteção do Senhor para a humanidade”. Assim como na religião Cristã o simbolo da pureza é representado pela Àgua Benta, nas religiões orientais, especificamente no Hinduismo, o simbolo da pureza é representado pelo Vibhuti.

Vibhuti é cura… é um Milagre, porém, é indispensável a Fé total e a abertura da Alma, sem dúvidas e sem restrições.

Vibuthi pode ser usado de várias formas:

– COMO TERAPIA DE CURA: Na hora de dormir, coloque uma pitada de Vibuthi em um copo com água, faça seus pedidos, cubra o copo com um guardanapo e pela manhã ao acordar beba em jejum. Faça isso 7 dias consecutivos.

– Poderá ser passado no local do corpo que corresponde à enfermidade.

– Nos 7 Chacras principais para equilíbrio e harmonia

– Na índia é costume, molhar o dedo no Vibuthi e passar na testa, coração e ponta da língua, simbolizando: “que eu só tenha bons pensamentos (testa), sentimentos puros (coração) e que de minha boca só saiam palavras sábias (ponta da língua)”.

– Pode-se dar um pouco do Vibuthi para quem estiver necessitando.

OBSERVAÇÕES:

– Da mesma forma que o Vibuthi é manifestado em inúmeros Templos dedicados a Sathya Sai Baba pelo mundo (também é manifestado água e mel) é comum percebermos que o Vibuthi nunca acaba, de alguma forma ele se multiplica e sempre temos quando se faz necessário.


ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO

OM SAI PODEROSO AVATAR
GRANDE DEUS DE AMOR E DEVOÇÃO
GLORIFICARÁS TODA A TERRA
GLORIFICARÀS TODA Á VIDA
COM TUA LUZ E PROTEÇÃO
OM SAI, AMOROSO SENHOR
TUA PRESENÇA È DOUÇURA
ÉS A ALMA BRILHANTE NO MEU SER
CONSOLADOR DOS AFLITOS
LIBERTAS DA DOR E DO PRAZER
OM SAI AMOROSO SENHOR
ÉS PARA MIM PAI E MÃE
MESTRE DEUS E O SOM PRIMORDIAL
ENVOLVENDO TODO UNIVERSO
QUANDO NADA EXISTIA
OM SAI, AMOROSO SENHOR
TUA GRANDEZA ME FAZ
CONSCIENTE DA MINHA ETERNIDADE
TE ENTREGO TODOS OS MEUS ERROS
TE ENTREGO TODOS OS MEUS MEDOS
TUDO O QUE ME PRENDE A ESTE MUNDO
PARA QUE SE QUEIME AO SEUS PÉS
MINHA VIDA SE TRANSFORMARÁ
TODA ELA SE PURIFICARÁ
NADA RESTARÁ DE DESEJOS
NADA RESTARÀ DE APEGOS
SÓ PERFUME FICARÀ
OM SAI, PODEROSO AVATAR !

SHANTI, SHANTI, SHANTI !