Ano novo astrológico por Claudia Lazarotto

Feliz Ano Novo!!

O ano Astral se iniciou dia 20 de março à 1h30 (horário brasileiro) e também, neste momento, todas as energias astrais e a regência efetiva. Saímos enfim de um duro ano regido por Marte e estamos em um ano regido pelo Sol. Quando o Sol ingressa no signo de Áries dá-se o inicio do novo ano Astral e aí as vibrações do Sol para este ano começam de fato a atuar com força e é importante sintonizarmos à ele e o alinharmos ao nosso Plano Divino individual, principalmente quando a regência é do Sol que foca toda sua Luz ao nosso eu mais profundo.

Na virada do ano escrevi que neste ano o foco é na essência de cada um e no âmbito coletivo no núcleo de cada país. O que acontece de fato é que, quando entramos no ano astral de 2015, tivemos no mesmo dia um eclipse Solar Total , marco central de uma Tétrade, nos indicando que naquele momento houve uma imensa abertura de portal, que podemos chamar de Portal da Luz Reveladora, pois colocaria todos e cada um em seu exato ponto evolutivo e revelaria também a cada um e a todos a verdade essencial latente em cada ser. Em 2016, já com o Sol, o foco holofote divino está direcionado justamente na essência de cada ser, agora é nossa vez de sabermos o que fazer com esta Luz que nos ilumina tão intensamente.

É assim…a hora da prova…não tem mais ninguém ajudando você a decidir a resposta certa. Você deve responder cada questão com o que acreditar ser melhor. E com esta resposta será possível perceber seu nível evolutivo, seu passado kármico e tudo que ele te ensinou e que você pode ter aprendido ou não…ou seja, cada um consigo e salve-se SE puder. Isto não vai nos falar de solidão, rebeldia, nada disso, mas sim, da inexorabilidade das Leis do Livre Arbítrio e do retorno. Da inevitável e obrigatória colheita. Como já falamos em janeiro 2016, temos uma vibração de Júpiter transbordante que vibra a justição Divina para todo a humanidade. Como vemos no mapa, a conjunção de Júpiter com o nódulo Norte, opostos a Netuno Nódulo Sul e Quiron, no eixo Peixes e Virgem. Formando um Triângulo com Saturno (senhor do kara e da responsabilidadde) justo em Sagitário (regido por Júpiter) Senhor da Justiça e da sabedoria Divina.

Neste ano a ação astral emana a cada um a cura de suas feridas kármicas, mas através da sabedoria da humildade e resignação. Então poodemos entender que estamos livres do peso kármico e vamos ser felizes completamente? Não…vamos sim poder alcançar esta felicidade plena, porém a partir de um profundo e verdadeiro reconhecimento de tudo que plantamos e com absoluta clareza de que esta colheita já começou, é agora mesmo, e não tem mais negociação. No entanto cada um de nós plantou um tipo de coisa, e para uns que são merecedores a colheita será farta, florida, enquanto outros terão de colher cactos. É justamente aí que está a chave da felicidade e da evolução, na medida em que devemos colher sempre com humildade e responsabilidade tudo que tivermos que colher. Conscientes que no caso de Flores devemos saber cuidá-las com sabedoria até compartilhá-las com amor. Já no caso de cactos, o segredo é o colhermos sorrindo, resignados com o entendimento que cada cacto colhido é um passo mais perto que chegamos de nosso realinhamento com o Divino e com a felicidade plena.

Por isto a fortíssima participação de Saturno no aspecto acima citado. Outro aspecto que merece respeito e atenção é a quadratura entre Plutão e Urano, que volta a vibrar intensamente, libertando de maneira abrupta e intensa, trazendo tudo à tona e realinhando segundo as leis do Poder Divino. Principalmente em um ano que entra com ascendente em Capricórnio ( karma, responsabilidade) e com Plutão na casa 12 em Capricórnio, finalizando sem muita gentileza este ciclo de tanta radicalidade que nos vem expurgando feridas tão profundas. Mas para quê? Para que possamos tê-las cicatrizadas, para que possamos enfim atingir a cura e a libertação. Mãos à obra, nós temos um grande trígono este ano envolvendo Saturno, Lua e Urano, ajudando a libertar todos os registros pesados e doloridos, sejamos corajosos para nos olharmos sem véu nenhum e seguirmos de cara limpa o caminho da evolução efetiva, para que sejamos dignos da plenitude Universal. Mas…isso só depende única, e cada vez mais unicamente, de cada um de nós. Por isto a regência preciosa do Sol, a iluminar nossos seres, é tão importante e relevante neste momento. Vamos absorver esta Luz com muito amor no coração para que assim ela seja um divisor de águas em nossas vidas e caminhos.

Muita Luz em 2016, Claudia Lazzarotto.

Obs.:No próximo dia 23 teremos um eclipse Lunar Parcial dando sequência a este movimento Astral, que nos ajudará a enchergar o caminho. Falaremos a respeito nos próximos dias.