Lua Nova de Leão: Projetando Luz sobre o Mundo

Bem-vindos ao mês de Leão. Para os que têm a sorte de conviver com um leonino, vocês sabem que eles são pessoas ardentes, magnânimas, generosas, de grande coração e muita energia.

O signo de Leão é regido pelo sol, que aquece todos os planetas do nosso sistema solar. Logo, não é de surpreender que os leoninos adorem ser o centro das atenções. Eles adoram ser elogiados e, às vezes, demonstrem temperamento forte. Além disso, eles também assumem – para o bem ou para o mal – que sabem o que é melhor para si e para os outros ao seu redor.

O objetivo espiritual para cada um de nós este mês é ir contra os instintos leoninos: retroceder, ficar um pouco mais quieto, não acreditar que sabemos tudo. Deus sabe que eventualmente todos nós mergulhamos de cabeça nas situações, antes de nos darmos conta de que não sabemos como sair delas. Assim, a ideia aqui é manter nossa boca fechada e nossos ouvidos abertos. Adicionalmente, precisamos escutar aqueles à nossa volta que estejam tentando nos dar uma mensagem para o nosso caminho.

Também não devemos nos surpreender neste mês se nos flagrarmos com sentimentos incomuns de insegurança em nossos empregos, família ou nos relacionamentos. Isso porque a energia de Leão pode nos tornar super preocupados com o que os outros pensem de nós.

Quando esse sentimento de insegurança bater, lembre-se de que pequenas ferramentas – oração, meditação, os 72 Nomes de Deus, até mesmo uma caminhada ao redor do quarteirão – podem nos ajudar a reconectar com a faísca de Luz interna, trazer-nos para outro nível de consciência e permitir que abordemos qualquer situação que estejamos enfrentando a partir de um ponto mais fortalecido, mais proativo.

Em termos de energia, existe uma polaridade neste mês. Por um lado, há um grande potencial para força e positividade, ao mesmo tempo em que existe muita turbulência no mundo. Como dissemos na semana passada, não vamos nos esquecer de que não estamos separados do que está acontecendo em Israel, na Nigéria ou na Ucrânia ou da dor que nosso vizinho sente, bem ali, do outro lado da rua.

Quando orarmos, meditarmos ou fizermos o que quer que seja para nos conectarmos com nosso poder maior, vamos nos lembrar também de enviar energia de cura e proteção para todos os lugares e pessoas que estejam vivendo no meio da batalha e do caos no mundo.

Mesmo não sendo capazes de interromper fisicamente o caos que está instalado, o que podemos fazer é controlar nossa própria consciência. Podemos decidir ser a pedrinha que cai na água e cria ondas de positividade que se estendem muito além de nós mesmos.

Chodesh Tov (Com votos de um ótimo mês),

Karen