O Eclipse Solar em Leão de 2018 é definitivo, de lua e vida nova!

Por Claudia Lazzarotto –Astróloga Kármica

Este Momentum Astrológico não é brincadeira não. Temos o Eclipse Solar, o terceiro dessa temporada de eclipses fortíssimos, sendo que este acontece com um YOD (aspecto conhecido como Dedo de Deus) e na sequencia energética do Portal de Leão (grande abertura cósmica vibracional que ocorre anualmente). Além de estarmos com seis Planetas Retrógrados e Quíron também retrógrado.

Abordarmos individualmente cada um desses fatores em detalhes seria inviável, o texto, que em geral já é longo, ficaria interminável. Cada um desses retrógrados, representando um aspecto de nossas vidas, coloca em evidência todas as ações e aprendizados delas derivados que nós plantamos no decorrer de nosso caminho. É muito importante notar que os únicos planetas que não estão retrógrados neste momento são Júpiter, regente da Justiça Divina e Vênus, regente do Amor! Só isso já nos indica o único caminho possível que inclui o amor, a justiça e o perdão, que é a Justiça Divina baseada na Lei do Amor Universal.

O Eclipse Solar dessa lua nova acontece às 06h58 (horário do Brasil) e 9h58, no horário Universal, com a conjunção de Sol, Lua e Mercúrio Retrógrado, a união de mental, emocional e essencial, todos em Leão, (em energia do Portal de Leão) e em conexão pelo Yod com Plutão retrógrado em Capricórnio e Netuno retrógrado em Peixes. Só isso, mesmo se não tivesse eclipse nem portal de Leão e nem todo o resto, já significaria que renasceremos em nossa integridade (mente, emoção e essência) de acordo com nossa evolução espiritual, de forma nada sutil, mas imensamente justa. O Dedo de Deus é sempre justo e benevolente, mas é implacável no sentido de que é necessário aprender e evoluir, neste ponto encontramos a inflexibilidade das Leis Universais, tudo, absolutamente tudo é possível desde que haja Luz e Amor!
A tônica principal de todo esse momento astral nos indica que a transição é efetivada. Que o tempo de reavaliação se encerrou. Que agora teremos definições, de acordo efetivo e radical, com tudo que nos propusemos até o hoje. É como um ano letivo escolar, quando vamos mal em algumas matérias ficamos de recuperação, fazemos mais provas, mas em algum momento as oportunidades acabam. E somos ou não aprovados.

No ciclo evolutivo vimos já há algum tempo, tendo oportunidades de conexão com a essência, de escolhas mais profundas, e agora atingimos o ponto de chegada, ou de partida se preferir! Alguns passarão. Serão aprovados direto, outros, com recuperação, conseguirão aprovação e outros simplesmente precisarão viver todo o processo novamente.

Neste momento temos conjunções importantes, t-squares importantes, e temos além disso, maravilhosos grandes trígonos. Mas,”astrologês” a parte, o momento é único aos que acreditam ou não. A Ascenção vibratória da humanidade e de nosso Planeta amado atingiu um limiar definitivo, onde seremos todos reordenados conforme nossa luz individual. E este movimento se fará sentir na vida prática e nos relacionamentos da humanidade. Precisamos estar atentos e preparados!
Não há nada que possamos fazer para evitar, nem a parte boa nem a mais difícil, pois, haverão ajustes que se farão necessários e que podem ser mais complicados, apesar de necessários. A forma de lidarmos com ele é o grande diferencial.

É necessário, urgente e fundamental amarmos puramente, verdadeiramente, incondicionalmente e absolutamente. Nas mais amplas e diferentes formas de amar. O Amor Universal não nos pede apego, vinculo e convivência. O Amor Universal respeita diferenças e limites, mas ama mesmo assim e por isso perdoa, quer bem e emana luz. Já passamos da hora de superarmos a mesquinhes, de entendermos na pior das hipóteses que o perdão se dá primeiro a si mesmo, antes de se dar ao outro, pois, o maior beneficiado com o perdão é quem o dá, pois liberta seu coração de um sentimento ruim e sua alma de um vínculo pesado. Na verdade, se nos atrasamos até hoje em nosso ciclo evolutivo, agora não adianta mais correr, o jeito é lidarmos com este atraso conscientemente e, resignados, aceitarmos as oportunidades de evolução que se apresentarão daqui para frente.

Pois, independente do estágio vibratório que nos encontremos, ainda teremos muito a percorrer. Então, mais uma vez, nem adianta se empolgar e vangloriar se evoluiu um pouquinho a mais que o vizinho, o seu aprendizado com certeza não terminou – o de nenhum de nós – por isso se eliminarmos o modo julgamento, já estaremos sintonizando, ainda que só um pouquinho, com toda a imensurável Luz que nos é enviada a partir de agora e cada vez mais!
A humildade é a maior das sabedorias. Vamos abrir nossos corações à ela e, plenos de gratidão, enviarmos amor puro a tudo e a todos!

Eu Sou Claudia Lazzarotto – Astróloga Kármica.