Oração à N.S. Aparecida

És padroeira de minha vida, N.S. Aparecida!
Minha Mãe, madrinha, padroeira, a que brotou das águas e reproduziu o poder dos milagres. Assim como seu filho Jesus, fez multiplicarem-se os peixes na rede dos pescadores. Fez brotar o sorriso de júbilo nos rostos humildes!
Aquela que ouve, aquela que acolhe, aquela que é refúgio, aquela que é só Ela, é só por Deus! Aquela que intercede junto ao criador, como a mãe que pede por seus filhos. Aparecida, só pode ser Aparecida! Aparecida, a que dá a benção. A que nos dá a benção.
Sua benção, mãe, N.S. Aparecida!
Para todos os que lhe pedem: dai vossa benção!
Para todos os filhos aflitos: dai vossa benção!
Àqueles que acorrem a ti como última esperança: dai vossa benção!
Às mães que sofrem por seus filhos: dai vossa benção!
Aos filhos que se prenderam do caminho do bem: dai vossa benção!
A todos as vítimas da miséria e da fome: dai vossa benção!
A todos os desabrigados: dai vossa benção!
Aos vítimas da guerra e da violência: dai vossa benção!
Para todos os que se encontram doentes e necessitam de cura: dai vossa benção!
Dai vossa benção às nossas famílias, para que a compreensão mútua libere todos os carmas e se possa emergir o caminho do amor, que sustenta todas as relações!
Dai vossa benção a cada homem, mulher e criança, para que o caminho da unidade se forme através de todas as diferenças que se complementam.
Cobrí- nos de bênçãos, Mãe Divina, para que cada um de nós reencontre o caminho da verdadeira paz! A paz que está tão presente no íntimo de nosso ser. A paz que espera e observa em nós, o momento em que cessam todas as reclamações, cessam todos os desejos, calam- se as exigências de se ter sempre algo a alcançar, que sempre adia nosso sonho de felicidade e plenitude. Como se a felicidade só estivesse no que virá. Como se nossa alegria autêntica, nossa plenitude, nossa realização, estivessem lá, sempre lá na frente, em um depois de alcançar algo que julgamos importante para nos satisfazer. Aquilo que está sob uma condição. Aquilo que será, se algo acontecer, será se… Alivia nossa condicional, Mãe Maria!
Vós que estais tão perto. Tão nossa! Tão brasileira! Tão milagrosa! Retira nossos véus de todas as nossas ilusões!
Dai- nos a benção da simplicidade de encontrarmos quem somos. O amor que já somos. O ser que já é, já existe, sem vir a ser. Retira nossas ilusões. Deixa o que é essencial!

Dai- nos a benção da visão clara. Retira os véus e nos faz ver, que o que queremos já está aqui.
Nossa Senhora Aparecida, padroeira de nossas vidas. O que nos mostras é o simples. Viestes do simples, seu cenário não reluzia a ouro. Tua matéria é o barro da terra. O quê viestes nos mostrar, Mãe?

Minha alma anseia por libertar- se. Viver a paz que é. O amor que ensinas. A saúde que se renova. Poder olhar o outro sem as projeções do ego. Poder ver o bem em tudo. Busco este sonho como a criança busca o seio materno, sem ver. Mãe Aparecida, olha por tudo, olha por todos! Olha, Mãe, por todos os brasileiros nestes momentos de transição. Ilumina os filhos desta nação, que só se fez brasileira depois de vós. Antes de vós, ainda não nos chamávamos brasileiros.
Cuida deste berço da Nova Era, visto que o gigante adormecido desperta e se prepara para fazer florescer a nova consciência de unidade, de respeito à natureza, de respeito aos seres vivos, aos valores humanos. Faz este Brasil e todos os seus brasileiros, renascer na luz maior de Deus Pai-Mãe, manifestando o propósito divino.
Enfim, Mãe, na verdade, quero ser simples. Simples como Aparecida!
Padroeira de minha vida, orienta meus passos. Derrama sobre nós o teu Manto de Estrelas. Cobre estas terras sagradas também com vosso Manto!
És padroeira de minha vida, Nossa Senhora Aparecida!
Dai- nos a Benção, ó Mãe querida!

(Inspirada em 16/out/13 e 14/out/14 por Maria Auxiliadora Gomes Freitas)