Uma Lua literalmente Cheia

Cheia de aspectos fortes, de Planetas Retrógrados e significados vibrantes!! Claudia Lazzarotto – Astróloga Kármica

A Lua Cheia do dia 28/06/2018 (1:53h do Brasil), terá acima de tudo a conjunção com Saturno, que estará muito mais próximo da Terra, e de frente, ou em oposição, ao Sol.
Essa fortíssima conjunção em Capricórnio, entre Lua, Saturno e Terra (que no mapa astral está sempre oposta ao Sol), além da oposição ao Sol em Câncer, fará quadratura a Quíron em Áries, formando um T-Square ao qual devemos prestar atenção.
Teremos com essa aspectação e com a aproximação de Saturno, mais uma das bombas energéticas, das grandes aberturas de Portais que o Cosmos vem nos presenteando, cada vez com maior intensidade, como um presente grande, como daqueles que se ganha em ocasiões especiais.
E a grande mudança de vibração e de dimensão que se aproxima é, na verdade um presente imenso, nos trará ou nos levará à Luz, de forma tão intensa como o processo de um nascimento, e vamos combinar que se não é fácil para uma mãe dar à luz, para sairmos do conforto do ventre, por um caminho apertado para este mundo maluco, não deve ser nada fácil também, só que a gente não lembra, e também ficar lá guardadinhos para sempre na barriga ia chegar um momento que se tornaria sufocante.
Então, é mais ou menos isso, nessa fase de transição teremos que sair, do que consideramos erroneamente, uma zona de conforto, para uma “existência” que podemos chamar de nova. Essa transição também não será fácil, mas no final veremos que era exatamente assim que deveria ter sido, como no caso de nosso nascimento nesta encarnação.
Quando a transição em questão é de magnitude dimensional, Universal, a oportunidade de adequação vibratória gradativa é uma benção, um presentão mesmo, se fosse de um golpe só seria devastador.
Temos ainda no Plenilúnio desta fase lunar, além de Saturno, Plutão, Netuno e Júpiter retrógrados, também agora, o Planeta Marte retrógrado em Aquário, conjunto ao nódulo Sul e oposto a Nódulo Norte e quadrado a Urano regente de Aquário. Sendo os Nódulos Lunares regentes de nosso Plano Divino, e Marte sendo regente de Áries, onde está o Quíron, formando outro T-Square, que vem complementar a energia do outro, e trazer também de forma nada sutil, o redirecionamento de energias, vidas e caminhos.
Mas sempre, e sempre mesmo para o nosso bem e nossa evolução.
E aqui estou eu, mais uma vez, falando da importância do direcionamento que nos damos as energias vigentes, mesmo aos desconfortos emocionais e até físicos que possamos sentir.
É de suma prioridade que sintonizemos com o positivo dessas vibrações e assim as direcionemos no sentido da Luz, pois, nada acontecerá por inércia.
O nosso livre-arbítrio, mais do que nunca, será decisivo de forma quase que imediata. Por isso, mais do que nunca também, é fundamental escolher com o coração, com a sabedoria de nossa essência, e não de nosso Ego.
E se por um momento nos sentirmos perdidos, é melhor não fazer nada e respeitar o fluxo, do que fazer no meio da confusão e depois se arrepender. E se doer, o peito, de ficar difícil respirar, espera, medita, busca o autoconhecimento, não precisa ter pressa, mas precisa respeitar a rapidez do ritmo e fluxo energético deste Momentum…
E respeitar, não significa sair correndo atrás do fluxo apavorado, tentar se encaixar, e ao invés disso, cair e se arrebentar. Respeitar é sim ter a calma e a sabedoria para se alinhar a este fluxo, na sua hora certa, na harmonia do seu ser, porque só assim você não vai tropeçar e vai conseguir acompanha-lo.
Por mais difícil que seja, vamos manter a calma, manter o foco no coração, e a mente na Luz, vamos precisar deste mínimo de equilíbrio.
Deixe fluir, mas trace o seu caminho em meio a este fluxo, respeite, acompanhe, mas não se perca nunca de si mesmo. É preciso evoluir na plenitude integrada de seu ser!
Desenhe com seu livre arbítrio, suas próprias estrelinhas para te guiarem no caminho.

Eu sou Claudia Lazzarotto – Astróloga Kármica.